top of page

Black Friday - Quais são os principais cuidados e dicas?

Atualizado: 4 de dez. de 2022

A Black Friday é uma data muito conhecida do brasileiro, que tem ganhado bastante destaque na última década, se firmando como um dos momentos de grande relevância nas compras para os consumidores e fornecedores.


Este evento é realizado na quarta sexta-feira do mês de novembro, e no Brasil consiste em grandes promoções dos lojistas com liquidações dos mais diversos produtos e serviços.


Neste ano de 2021, a Black Friday acontece dia 26 (coincidentemente, hoje) e, diante do volume alto de compras, não é incomum notarmos vários problemas nas vendas e nas entregas.

 

A título de exemplo e para se ter uma ideia, conforme noticiado pelo PROCON de São Paulo, em fiscalização da Fundação no ano passado, foi registrada algum tipo de infração ao Código de Defesa do Consumidor em cerca de 70% das lojas.


Dentre os problemas, o principal foi a falta de informação para os preços e nos percentuais de descontos, impedindo que o consumidor comparasse valores e soubesse se de fato havia algum desconto em sua compra.


Assim, o escritório Igor Galvão Advocacia separou alguns dos principais cuidados e dicas para antes, durante e depois de suas compras. Para facilitar, dividimos em cinco grandes dicas. Esperamos que fique didático para você, querido leitor!

1 - A primeira dica, embora possa parecer um pouco óbvia, é bem importante: o cuidado com o planejamento.


Nessa época é comum a empolgação, por isso é recomendável ao consumidor saber o valor máximo, ainda que aproximado, que se pretende gastar. Ou seja, separe o valor que realmente deseja despender.


Embora pareça difícil, o planejamento é importante para que não haja o comprometimento das finanças, nem o endividamento do consumidor - um dos grandes problemas da vida do consumidor e que gerou recentemente até mudanças no CDC (vide o superendividamento do consumidor).


2 - A segunda dica é: tenha cuidado com os preços. Tanto dos falsos descontos como das promoções absurdas. Vou te explicar melhor.


Embora possa parecer um sonho comprar uma televisão de última geração por R$ 100,00, tome cuidado, esta promoção pode ser um golpe. É comum vermos golpes aplicados em ofertas compartilhadas em sites suspeitos e nas redes sociais por perfis particulares ou de empresas desconhecidas.


Dessa maneira, desconfie de preços muito abaixo da média, principalmente de vendedores desconhecidos. Em caso de dúvida, recomendamos que consulte o site do vendedor original.


Por outro lado, caso a promoção seja de uma loja de confiança, saiba que provavelmente trata-se do famoso erro evidente. Nesses casos, geralmente, a empresa não é obrigada a cumprir o preço anunciado (o entendimento é que o fornecedor não é obrigado a cumprir esse tipo de oferta).


Vale dizer que o PROCON-SP disponibiliza em seu sítio eletrônico uma lista de fornecedoras não indicadas para se fazer compras e, em alguns anos, disponibilizou os preços médios de alguns dos produtos para auxiliar o consumidor na sua compra.



3 - A terceira dica é: cuidado com as empresas. Vejamos: você conhece a empresa que está vendendo? Já ouviu falar dela, seja por algum amigo ou familiar? Em caso negativo, esteja sempre atento!


Busque saber se a fornecedora tem CNPJ. Esse dado deve ser exibido no site e pode ser consultado no site da Receita Federal, possibilitando que você consumidor possa inúmeros dados relevantes, como: a data de criação (e, assim, o tempo de mercado), o seu endereço, bem como a situação atual (se ativa ou não) da empresa.


Além do CNPJ, responda para si mesmo essas perguntas: há no site endereço físico onde a loja possa ser encontrada? Há telefone ou e-mail para que a empresa possa ser contatada?Existe algum canal de atendimento ao consumidor (ou SAC) para problemas e dúvidas?


Consumidor, verifique, ainda, se a empresa tem reclamações e se ela responde estas reclamações dos consumidores.


Sempre pesquise a reputação e a postura de uma loja que você não conheça nos sites de avaliação (Reclame Aqui), nos órgãos de defesa do consumidor (PROCON), nos serviços públicos de consulta (consumidor.gov.br), assim como nas próprias redes sociais.


Ainda, recomendamos que desconfie de lojas que disponibilizam apenas os métodos de pagamento por boleto e PIX. Não informe seus dados de cartão de crédito pelas redes sociais.


4 - A quarta dica é: cuidado com a segurança!


Mesmo que você tenha encontrado uma loja de confiança, atualmente existem diversos outros problemas que podem surgir a partir do seu cadastro e que não necessariamente estão relacionados com a empresa em si. Vamos explicar melhor nos próximos parágrafos.


Você teve que realizar cadastro? Então, por mais que seja chato inventar uma diferente, não utilize senhas iguais de outros locais (principalmente se for de bancos, e-mails, redes sociais etc.). Opte sempre por criar uma senha forte para seu cadastro.


Cuidado com mensagens de confirmação da loja, principalmente pela via SMS, tendo em vista este ser um dos principais golpes do momento para a clonagem de aparelhos e de roubo de dados (famoso “golpe do WhatsApp”).


Cuidado, ainda, com links desconhecidos de lojas famosas. Verifique sempre se o site é o mesmo da empresa ou do anúncio e se você foi redirecionado para local confiável. Fique alerta com as transações online em redes públicas de internet, pois não é possível se garantir a segurança da mesma maneira que uma rede privada.



5 - Ainda, segue a quinta dica é: cuidado com o pós-compra.


Comprou seu produto e seu banco usa SMS ou e-mail para confirmação de movimentações? Confira as informações se atentando sempre para tentativas de golpe.


Após a compra surgiram movimentações desconhecidas que você não sabe a origem?


Entre em contato imediatamente com o seu banco para verificar o que aconteceu. A busca rápida pela resolução administrativa geralmente ajuda a diminuir os prejuízos.


Cuidado com boletos. Confira sempre o código do banco, o beneficiário, o valor, a data e todas as demais informações da compra.


Guarde todos os comprovantes: seja para trocas, para buscar contatos ou até mesmo para fazer provas.


Ademais, verifique a sua compra antes de assinar a documentação de recebimento.


O escritório Igor Galvão Advocacia possui advogados especialistas em direito do consumidor e digital, e um método inovador de atendimento, no qual a análise da situação e o envio da documentação para uma relação de sucesso é feita de forma integralmente on-line, facilitando a vida do cliente. Toda documentação pode ser enviada digitalmente ao advogado especialista, compondo as provas necessárias para uma boa ação, caso necessário.


Ficou com alguma dúvida ou busca uma informação mais específica sobre este tipo de situação? Entre em contato conosco, tendo a certeza que buscaremos prestar toda a orientação e auxílio necessários!


Se gostou do conteúdo, curta e compartilhe com quem necessite! Ainda, deixe um comentário!


Quer entrar em contato com um advogado agora?




Autoria do texto: André Coelho, advogado, especialista em direito do consumidor, sócio do Igor Galvão Advocacia.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page